Em entrevista ao “Fantástico’’ neste domingo (31), Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso detalharam o episódio em que os filhos Titi e Bless, de 9 e 7 anos respectivamente, foram vítimas de racismo em um restaurante, no sábado, numa praia em Portugal onde a família passava férias.

“Fomos a um restaurante de que a gente gosta muito, porque sempre encontramos pessoas pretas lá, e para os nossos filhos a gente acha importante eles estarem em ambientes com pessoas pretas. As crianças estavam brincando na praia e, de repente, uma delas veio nos contar o que tinha acontecido. Ficamos muito chateados, e aconteceu o que vocês viram no vídeo. Essa mulher não estava dentro do restaurante e começou a xingar as crianças, e também a família de angolanos que estava lá. O gerente pediu para ela ir embora, mas ela seguiu gritando e ouvimos’’, relatou Ewbank à jornalista Maju Coutinho.

Nervosa com o acontecido, a atriz reagiu cuspindo e batendo na cara da mulher. “Falou-se que você bateu na moça, deu um tapa na mulher racista. Isso ocorreu?”, perguntou Maju.

“Ocorreu’’, confirmou Ewbank, logo amparada por Gagliasso: “Na verdade, ela não agrediu. A minha mulher reagiu. Nao confundam a reação do oprimido com a ação do opressor’’, destacou o ator durante a entrevista.

Um vídeo divulgado pelo próprio casal mostra o momento em que a autora das ofensas é presa. No entanto, ela foi solta em seguida.

Com informações de Extra Online