A adesão da Ucrânia à União Europeia (UE) “levará, provavelmente, 15, ou 20, anos” – estimou o ministro-delegado francês para Assuntos Europeus, Clément Beaune, nesse domingo (22).

Beaune acredita que, antes disso, Kiev poderá entrar na comunidade política europeia proposta pelo presidente da França, Emmanuel Macron.

“Temos que ser honestos (…) Se dissermos que a Ucrânia entrará na UE em seis meses, um ano, ou dois anos, estamos mentindo. Não é verdade. Provavelmente será em 10, ou 20, anos”, disse o ministro em uma entrevista à rádio J.

“Enquanto isso, devemos aos ucranianos (…) um projeto político, no qual eles possam entrar”, continuou.

No começo de maio, Macron propôs a criação de uma “comunidade política europeia” como um “complemento” ao processo de adesão. No sábado (21), porém, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, criticou a proposta e insistiu no início imediato do processo para a plena adesão de seu país à UE.

Por Correio Braziliense