O Caldeirão do último sábado (2) registrou o pior Ibope das cinco edições reformuladas no ar em um episódio em que Marcos Mion estava livre da Record para poder mostrar suas tatuagens na Globo. As informações são do Notícias da TV.

No mesmo dia em que o ex-apresentador de A Fazenda comandou a atração usando uma camiseta e exibindo os braços desenhados, o programa marcou 13,1 pontos no Ibope da Grande São Paulo.

Segundo dados da Kantar Ibope Media, o Caldeirão com Mion tinha marcado em setembro: 15,9 (4/9), 14,6 (11/9), 13,3 (18/9) e 15,4 (25/9), respectivamente.

Mesmo assim, apesar de 13,1 pontos ser o menor índice do programa com o apresentador até o momento, o número está longe do recorde negativo de Luciano Huck em 2021: 9,4 pontos registrados em 10 de julho deste ano.

Por ISTOÉ GENTE