Uma mulher morreu vítima de fungo negro, na Paraíba. A paciente do município de Areia de Baraúnas teve Covid-19 e depois foi diagnosticada com a mucormicose, que pode ser agravada após infecção pelo novo coronavírus e baixa imunidade. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde.

A paciente foi transferida para o Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa, mas morreu morreu no dia 13 de maio.

Segundo especialistas, a mucormicose possui letalidade de aproximadamente 50%. Na Índia, a enfermidade já foi detectada em 9 mil pacientes que se curaram do novo coronavírus.

Por Blog do Robson Pires