Sônia Abrão não poupou críticas sobre o documentário “A Vida Depois do Tombo”, que fala sobre a trajetória de Karol Conká após sua eliminação do Big Brother Brasil. A cantora foi eliminada do programa com rejeição recorde e conquistou 99,17% dos votos em seu paredão.

Durante o programa “A Tarde É Sua” da RedeTV!, a jornalista foi direta ao lamentar o lançamento da produção.

“Eu nunca vi uma ideia tão infeliz da Rede Globo como este documentário. Qual o intuito de fazer sobre a pessoa mais rejeitada, a pior pessoa que a gente já viu no reality? É simplesmente um compacto de tudo que ela fez depois que ela saiu do Big Brother. Falas ensaiadas. Parecia um papagaio, um robô, com lágrimas de crocodilo”, disse.

A apresentadora também apontou os erros cometidos pela cantora na relação com Lucas Penteado. “Não dá para sequer olhar para ela com olhos mais amenos. Isso vai exigir um tempo”, opinou sobre a postura da ex-BBB no jogo.

“Vão tentar colocar ela no papel da vítima e tentar justificar a tortura emocional cometida até com o público? Faça-me o favor. Quem acredita nisso é bobo, acredita em qualquer coisa. Não tem jeito. Vocês vão ver que é o mesmo papo cínico, fazendo a pobre coitada.”

Por IstoÉ Gente